Design sem nome (5)

Serra: Dia do orgulho é celebrado com ações de conscientização

O CMJ de Planalto Serrano conta com atividades nesta sexta no Centro Municipal das Juventudes, em Planalto Serrano

Para encerrar a programação alusiva ao Dia Internacional do Orgulho LGBTI+ , celebrado nesta sexta, dia 28 de junho, a Prefeitura da Serra, através da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedir), em parceria com o Fórum LGBTI+ da Serra e o Centro Municipal das Juventudes de Planalto Serrano e Jardim Carapina, promove o “Sextou com Orgulho”.

O evento terá diversas apresentações culturais no Centro Municipal das Juventudes, em Planalto Serrano, na Rua Continental 84 – 100,  Bloco A, em frente à Praça do Trabalhador.

Haverá apresentação de dança de Kamila Slam e poesia com Aimee, shows de Cristal 007 e Rose Gheto.  E também um set do orgulho com a DJ Kiki Diamond.

Lilian Mota, secretária de Direitos Humanos e Cidadania, destaca que é preciso  reafirmar a garantia de Direitos Humanos e promover o acesso as políticas públicas  que contribuam para a cidadania da população LGBTI+ que se encontra em vulnerabilidade social.

“O respeito deve ser o motor da nossa sociedade. É imperativo  que todos tenham as mesmas oportunidades”, enfatiza.

Segundo Lilian, para que isso aconteça é necessário conscientizar as pessoas  no enfrentamento a LGBTIfobia e erradicar a violência pela orientação sexual e de identidade de gênero.

Kassandro dos Santos, presidente do Fórum LGBTI+ da Serra, lembra que a LGBTIfobia vem contribuindo com as mazelas sociais que perpassam a população LGBTI+, promovendo as desigualdades sociais.

“Celebramos o Orgulho para resistir  e para lutarmos por justiça social e políticas públicas . Na teoria somos todos iguais, mas na prática não”, ressalta.

Layza Lima, Chefe da Divisão de Promoção da Igualdade de Gênero da Sedir, informa que nos últimos quatro anos foram realizadas diversas ações que impactaram a vida das pessoas LGBTI+.

“Atuamos para a geração de emprego, na qualificação profissional, no acesso às políticas públicas, na promoção da cultura, na efetivação da cidadania e na garantia plena dos direitos humanos”, detalha.

Confira a programação completa:

Sextou com Orgulho

19h –  Recepção dos convidados – música ambiente, apresentação do espaço e das exposições

19h20 –  Falas institucionais – Equipe CMJ, Fórum LGBTI e Sedir

19h30 –  Apresentação de dança – Kamila

19h40 –  Apresentação de Slam Poesia – Aimee

19h50 –  Show com Krystal 007

20h10 –  Show com Rose Ghetto

20h30 –  Show com DJ Kiki Diamond

Saiba mais

Rebelião de Stonewall

Em 28 de junho de 1969, a polícia de Nova Iorque realizou uma inspeção no Stonewall Inn, um bar frequentado pela comunidade LGBTI+.

Esse episódio marcou o início de uma série de manifestações que ocorreram por cinco dias nos arredores da cidade e mobilizaram milhares de pessoas.

Esse acontecimento é considerado um marco na luta pelos direitos da comunidade LGBT e inspirou movimentos de resistência no todo o mundo.

O episódio, que ficou conhecido como a Rebelião de Stonewall, impulsionou o surgimento de organizações LGBTI+ e a criação do Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, celebrado anualmente no dia 28 de junho em memória aos eventos ocorridos a partir daquele dia de repressão que entrou para a história.

O movimento LGBTI+ no Brasil teve origem na década de 1970 com o surgimento de grupos de ativistas que lutavam pela igualdade de direitos para a comunidade LGBTI+.

(DA REDAÇÃO \\ Guth Gutemberg)

(INF.\FONTE: Anete Lacerda \\ Divulgação)

(FT.\CRÉD.: CMJ \\ Divulgação)