Design sem nome (1)

Dupla é presa cinco minutos depois de assaltar ônibus em Vitória

Dois suspeitos, de 22 e 28 anos, foram presos pela Guarda Civil Municipal de Vitória (GCMV) após realizarem um assalto, dentro de um coletivo, na capital.

O crime aconteceu por volta das 23h, de terça-feira (02), quando o coletivo passava pela Avenida Vitória, na Ilha de Santa Maria. Um dos criminosos estava armado com uma faca. A vítima, um supervisor de 24 anos, seguia para casa após deixar o trabalho quando foi abordado.

“A vítima contou que chegou a ser agarrada pelo pescoço e ameaçada pelo criminoso para que entregasse os pertences. Ao conseguiram roubar a mochila e o celular do passageiro, os suspeitos desembarcaram e logo os demais ocupantes do coletivo entraram em contato com o Ciodes-190”, detalhou o inspetor Picoli, da Equipe 12h.

A informação foi repassada, via rádio, para todas as equipes de patrulhamento da Guarda de Vitória e não demorou para encontrarem os indivíduos. “A Guarda de Vitória é a única Guarda Municipal com atendimento via Ciodes, fato que colaborou para que as características dos suspeitos fossem passadas com precisão e velocidade para todas as equipes que realizam a ronda durante todo o dia”, destacou o inspetor.

Os assaltantes foram localizados em ruas próximas ao local do roubo. Ao visualizar que eles estavam detidos, a dona de um bar se aproximou dos guardas e entregou um celular que, segundo ela, havia sido jogado para dentro do estabelecimento por um dos abordados.

Coletivos

A Capital apresentou no primeiro semestre de 2024 uma redução de 39% nos casos de roubo e furto dentro de coletivos, se comparado com o mesmo período do ano passado. O resultado é fruto não apenas do trabalho intenso da Guarda Civil Municipal de Vitória, mas também do empenho das demais forças de segurança.

Na última semana, a Secretaria de Segurança Urbana de Vitória (Semsu) recebeu representantes da Ceturb e também das principais empresas de coletivos que atuam em Vitória para dialogar a respeito da segurança ostensiva e viária envolvendo ônibus. “A manutenção do diálogo é constante e necessária para que os moradores da Capital tenham um bom serviço de transporte e também tenhamos uma melhor mobilidade dentro da cidade”, pontuou o secretário, Amarílio Boni.

O celular era da o supervisor assaltado dentro do coletivo. Os dois indivíduos foram reconhecidos não apenas pela vítima, mas também por outros passageiros do ônibus. A dupla foi levada para a Delegacia Regional de Vitória.

(DA REDAÇÃO \\ Gut Gutemberg)

(INF.\FONTE: Internet \\ Glacieri Carraretto)

(FT.\CRÉD.: Pedro Paulo Picoli \\ Divulgação)